HISTÓRICO


Nos últimos dias de 2011, pensou-se na união de pesquisas e pesquisadores em torno do estudo da presença da tragédia grega e do trágico na contemporaneidade e nasceu TRANCO. O maior motivador para a criação do grupo foi a aprovação do projeto A tragédia grega na romanesca clássica mato-grossense (EDITAL UNIVERSAL/FAPEMAT Nº. 009/ 2011). As orientações e publicações encaminham-se, portanto, neste sentido. O nome primeiro do grupo foi TRANCO - tragédia antiga e narrativas contemporâneas: história, entremeio e aproximações estéticas, mas em agosto de 2013 mudamos o nome do grupo para TRANCO - o trágico na contemporaneidade, mais condizente com o caráter interdisciplinar que vamos assumindo. O grupo mantem coluna semanal no Jornal local Tribuna de Tangará, propondo reflexões e disseminando informações acerca da pesquisa.

Temos alguns projetos no histórico das nossas preocupações atuais:

1."Literatura e história: o romance histórico e o novo romance histórico no/do Mato Grosso" (concluído), 2004-2006. Demanda espontânea.

2.Revista Alere (concluído), 2008-2009Apoio da FAPEMAT, edital de publicação;

3.“Para uma teoria do romance brasileiro mato-grossense” (concluído), 2009-2011. Apoio da FAPEMAT: edital universal 002/2008 e

4.“A tragédia grega na romanesca clássica mato-grossense”, (concluído), 2012-2014. Apoio da FAPEMAT: edital universal 009/2011.

5.“Para uma historiagrafia da literatura tangaraense”, (em andamento), 2014-2016. Apoio do CNPq: edital universal 014/2014.



Nenhum comentário:

Postar um comentário